skip to Main Content
Novidades na American Flat Track

Novidades na American Flat Track

Há poucos anos não se ouvia falar em Flat Track no Brasil, mas o empresário Flávio Luz, do interior de São Paulo, trouxe para o Brasil a tradicional corrida de motocicletas da América do Norte que é realizada em pistas ovais de terra e agora já temos um circuito nacional e pilotos que carregam fãs e seguidores nas redes sociais dispostos a encarar poeira ou lama para ver a bandeira quadriculada balançando, sempre ao som de motores barulhentos e muita música raiz norte-americana.

Já acompanhei e fotografei corridas no Rodeo Motorcycle de Sorocaba (SP), assim como no BMS, que acontece em Curitiba (PR). Para mim são os dois melhores eventos realizados no Brasil e não abro mão de ir rodando na minha moto e divulgar para os amigos, aliás, conheci o Flavinho num evento chamado Born-Free, que acontece na zona rural de Silverado, Califórnia. O Born-Free é o melhor exemplo que podemos ter de um evento que o motociclista espera em termos de cultura e experiência.

Foi nos EUA que descobri o quanto o brasileiro se limita a marcas e gostos. Aqui as pessoas insistem em usar apenas uma marca de motos ou ter apenas um gosto musical. Aí quando isso acontece, ficam criticando tudo o que é diferente. Por lá os caras rodam de Harley e de Indian. Usam tênis da marca Nike e da Vans. Surfam e rodam de skate. Escutam Heavy Metal e curtem um Country. Foi realmente um aprendizado ver essa diferença que promove o respeito e a criatividade entre as pessoas.

Sempre uso desses exemplos para dizer que somos pobres (inclusive de espírito). Falamos da marca da moto do amigo dizendo que a nossa é melhor, pois não temos grana para comprar a moto do cara. Hehehe. Quem tem grana, compra tudo. Eu mesmo teria todas as motos e carros de origem americana, inglesa e alemã. Teria mesmo! Aliás, falando nisso, apesar de ser um amante de Harley-Davidson, estou cada dia mais apaixonado pela Royal Enfield, que está investindo com tudo no nosso país, abrindo várias lojas no estilo boutique. São concessionárias muito bonitas e com um atendimento de causar inveja em qualquer outra marca de renome.

É aí que aproveito para falar da grande novidade da AFT (American Flat Track). A AFT sempre foi dominada pela Harley-Davidson e pela Indian, mas agora a galera do Hemisfério Norte vai contar com a grande e inesperada novidade. No dia 5 de março de 2020 foi anunciada a participação da também centenária Royal Enfield nas corridas. A moto escolhida para tal façanha foi a Interceptor, uma bicilíndrica com um motor de 650cc chamado de Twin. Tive a oportunidade recentemente de testá-la na concessionária de Brasília (DF) e desfrutar da sua ciclística segura e confortável.

Vamos acompanhando o crescimento da marca mais antiga de motocicletas que resolveu invadir vários países americanos com muito profissionalismo e estratégias muito inteligentes. Vida longa a essa senhora de respeito que já deixou seu legado, afinal pergunte para um indiano qual é a melhor de todas as motos para ele. Certamente um número superior a 99% responderá Royal Enfield. É como perguntar para um maranhense qual é o melhor de todos os refrigerantes. Quem já foi a São Luís sabe: a resposta é sempre Jesus, um refrigerante rosa que deixa qualquer nativo com água na boca. Espero que você tenha gostado da novidade, afinal quanto mais cultura e experiência tivermos, melhor a vida será. Aceitou Jesus? Experimente também a Royal Enfield. Sua vida pode ficar mais divertida. Yeah!

Zé Neto
Proprietário da Zeneto Motorcycles e apaixonado por motos clássicas.
Siga: @zenetohd e @zedaharley

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Atendimento por WhatsApp